Al. 2º Sargento Ananias Holanda de Oliveira, Nº19 salas 02 e 03
Bairro: Pq. Novo Mundo
Cidade: São Paulo - SP
CEP: 02186-070
Tel: 11 2628-5167 e E-mail: vendas@qsptec.com Sex, 13/06/14 4:58 PM

Empresa

Serviços
Projetos eletrônicos
Consultoria
Programação
Trabalhos de TCC
Cursos

Produtos
Kits didaticos
Placas de desenvolvimento
Placas de avaliação
Componentes
Ferramentas
Softwares

Artigos técnicos
Projetos Gratuítos
Projetos de clientes
Loja Virtual
Downloads
Fórum
Clientes
Notícias

Quer ajuda no seu trabalho de conclusão de curso TCC? Consulte a QSP Tecnologia.

Como fazer uma placa de circuito impresso em casa ?

Neste artigo descrevo de forma bastante clara um método muito útil de como fazer placas de circuito impresso com ótima qualidade e com um custo bem baixo. Ideal para protótipos, projetos de TCC, Gigas de teste e projetos caseiros. O tempo para se obter uma placa de circuito impresso esta entre 2 a 3 horas, após já ter o layout em algum software CAD. Segue abaixo o material necessário para a fabricação caseira:

Material usado para a fabricação caseira de PCI:

  • Placa de circuito impresso virgem.
  • Palha de aço para limpeza da placa.
  • Detergente.
  • Dremel ou mini furadeira
  • Bastão de silicone e aplicador (Cola quente)
  • Balde velho ou caixa de papelão.
  • Tinta sensível a ultra violeta (UV).
  • Lâmpada Luz Negra.
  • Temporizador para lâmpada ultra violeta (Opcional).
  • Secador de cabela ou soprador térmico.
  • Barrilha leve - Carbonato de sódio
  • Verniz incolor.
  • Soda Caustica

Procedimentos:

Gerar um fotolito a partir de algum software CAD. Pode ser o CAD Eagle, Proteus, Orcad, Tango, PCad e etc. Este fotolito pode ser feito usando uma impressora comum jato de tinta e com uma transparência para este tipo de impressora. Não usar transparência para impressoras a laser. Deve-se imprimir no lado fosco da transparencia. Um outro detalhe importante é imprimir no tamanho real. Isto é feito importando o desenho no Word.

Limpar a placa com palha de aço (Bombril por exemplo) e detergente. Remover toda gordura da placa, se possível manusear a placa com luva de borracha para evitar passar o óleo que temos nas mãos, isto poderá dificultar a aderência da tinta UV na placa. Após a lavagem, secar a placa com um papel absorvente. Não usar secador de cabelo ou algum soprador témico, pois irá acelerar o processo de oxidação da placa. Lembre que o cobre é altamente oxidante e o processo é mais rápido em altas temperaturas.
Após lavar e secar a placa, vamos colar com cola quente um eixo no centro da placa. Para achar o centro da placa, pode-se medir o ponto central da diagonal da placa, ou achar o ponto de intersecção entre as duas retar da diagonal da placa. É importante este ponto para a placa não vibrar muito quando fizer a centrífuga e não desgrudar do eixo da Dremel.
Passar a tinta ultra violeta com um pincel macio ou mesmo com o dedo. De preferência usar luva plastica, encontrada em farmácias ou lojas de artigos plasticos. Concentrar uma maior quantidade de tinta no centro da placa. Não é necessario trabalhar na ausência de luz ambiente, uma luz interna fluorecente não irá sensibilizar a placa. Mas se possível utilize lâmpadas incandecentes. Evite luz natural (solar) devido a presença de UV.
Prenda o eixo da placa em uma mini furadeira, ou dremel e ligue gradativamente, afim de verificar se a PCI esta bem fixada na dremel. Caso tenha alguma dúvida, não ligue a dremel, perigo da placa sair voando e causar algum dano pessoal ou material. Também utilize um balde velho ou uma caixa de papelão para que evite da tinta voar em paredes, móveis e etc. Preferencialmente faça em um local aberto. O tempo varia um pouco dependendo da quantidade de tinta colocada na placa. Não deixar uma camada grossa de tinta. Centrifugar o suficiente para ver uma camada homogênea e fina sobre a placa toda.
O resulta está na foto ao lado, pode-se observar que a tinta esta totalmente espalhada sobre a placa e de forma homogênea. Não colocar a não na tinta, pois ela está úmida. Caso isto aconteça, coloque um pouco mais de tinta neste local e centrifugue novamente. No próximo passo será feito a cura da placa.
A cura da placa é de extrema importância. Pode-se usar um secador de cabelo ou um soprador térmico. A temperatura deve esta em torno de 80 graus e deve ficar sob esta temperatura aproximadamente 20 minutos. Também é possivel usar um forno elétrico.
O próximo passo é colocar a placa já com a tinta seca na luz ultravioleta. Sobre a placa, colocar o fotolito (cuidado em NÂO inverter a figura) e depois um pedaço de vidro. Importante é observar se o vidro esta pressionando a placa, se não estiver, use uns prendedores fortes para este fim. Importante não ter espaços entre placa, fotolito e vidro, caso contrário a luz irá passar por entre eles e irá prejudicar o processo.
Deixe a luz exposta por um tempo aproximadamente 3 minutos com uma lâmpada de 45W. Talvez seja necessario fazer alguns testes no inicio afim de achar o tempo correto. Se possível tenha um temporizador como mostrado na figura ao lado, ajuda e acelera o processo. Importante, não olhe diretamente para luz negra, perigo de machucar sua vista de forma irreversível. Caso queira adquirir o temporizador, entre em nossa loja virtual. www.qsptec.com.br
Feito a exposição da placa na lâmpada Ultra Violeta, deve-se colocá-la em uma bacia com água (200ml) e uma colher de sopa de Carbonato de sódio (Barrilha leve). Fazer movimentos circulares na bacia ou passar com um pincel suave sobre a placa. Onde a tinta foi exposta pela luz UV, ficará na placa e o restante sairá com a solução de carbanato de sódio. Lavar a placa com água corrente. Se toda tinta começar a sair, será necessario aumentar o tempo de exposição na lâmpada UV. Voltar para o inicio do processo.
Chegando neste ponto, vamos colocar a placa no percloreto de ferro para corroer o cobre exposto ficando o cobre que está protegido pela tinta UV. Para uma melhor qualidade e menor tempo de corrosão, esquentar em banho maria a solução de percloreto de ferro. Cuidado com esta solução pois ela corroe qualquer material ferroso, portanto ao teminar o processo, guardar a solução em um vidro fechado.
Para se retirar a tinta que sofreu a exposição da luz UV utiliza-se soda caustica. Em uma bacia com agua, colocar duas colheres de sopa de soda caustica. Emergir a placa e após alguns segundos a tinta começará a se desprender da placa. Cuidado, não colocar a não diretamente na solução, pois a soda caustica causa queimaduras. Use luvas e óculos protetor. Caso caia um pouco nas mãos, lavar com água corrente e procurar um médico.
Finalizando a placa. Lavar a placa novamente com detergente e uma palha de aço. Secar placa com um papel absorvente.
Após a lavagem, passar um pouco de verniz incolor com um algodão ou um papel absorvente, deixar a placa secar por um tempo de 5 minutos e ir para furação. Pronto sua placa estará pronto e com uma ótima qualidade. É possivel fazer trilhas de 12 mils com facilidade. Após prática, pode-se conseguir trilhas mais finas e até fazer placas dupla face. Mas isto será para um próximo tutorial.

Todo material usado neste tutorial poderá ser adquirido na nossa loja virtual. Acesse www.qsptec.com.br para ver esses produtos e outros mais.

Video explicativo deste tutorial: O video explicativo é formado por 3 partes. Para maior compreenção de todo o processo veja e reveja os 3 vídeos.

  • Video 1
  • Video 2
  • Video 3

 











 

 

 

 

 


Visite nosso canal

Visite nosso Facebbok

Placa de PIC


Placa de AVR


Gravador de PIC


Cursos presenciais, ling. C, microcontroladores PIC, AVR, Arduíno, MSP430, ARM.
Desenvolvido por QSP Tecnologia
Todos os direitos reservados
(c) 2014